Início > Conteúdo para Download > DIY! Faça você mesmo: Rebatedor para flash externo.

DIY! Faça você mesmo: Rebatedor para flash externo.

Olá pessoal, como estão?

Hoje nós vamos aprender a fazer rebatedores para flash externo, usando algumas ferramentas caseiras.

Faremos dois modelos, um de cartolina e outro de EVA.

Rebatedores para flash são muito úteis, pois aumentam a área de luz, deixando-a mais difusa e homogênea. Para retratos são uma mão-na-roda.

Você vai precisar de: cartolina branca, elástico de dinheiro, fita adesiva (preferencia dupla-face), silvertape, estilete ou tesoura, uma folha de E.V.A. e velcro.

Este primeiro modelo, quem me passou foi meu amigo e grande fotógrafo, Leandro Neves (as fotos da montagem do de cartolina são dele, o modelo de E.V.A é meu).

Vocês podem imprimir o modelo de cartolina daqui, colar numa cartolina ou papel ainda mais espesso (desde que branco), recortar e montar. No modelo SB600 da Nikon ele fica perfeito.

Para montar, é só reforçar as extremidades da cartolina, aqui o Leandro usou silvertape.

Para fixá-lo no flash, é só usar um elástico, desses de dinheiro. Funciona muito bem.

Por fim, veja como a luz se comporta com ele:

Clique aqui para baixar o modelo do rebatedor pronto para impressão em .pdf.

___________

O segundo modelinho que você pode experimentar, é o rebatedor em E.V.A. branco. Basta recortar no tamanho desejado, fixar o velcro usando a fita dupla-face e prendê-lo ao flash. O legal desse modelo com velcro, é que ele fica adaptável à quase qualquer modelo de flash.

Vejam como a luz se comporta com ele.

Na primeira foto usei o flash em 45º direto apontado para a minha cunhada. Na segunda imagem, usei o flash em 90º com o rebatedor em E.V.A.

A luz ficou muito menos dura e iluminou melhor o rosto dela.

________________

O rebatedor se torna muito bom, principalmente em duas situações:

Em locais fechados, onde você não dispõe de teto baixo e/ou branco. O rebatedor “quebrará esse galho”, com a superfície branca simulando o teto e difundindo a luz.

Em local aberto, trabalhando com a luz natural dura (sol ao meio dia, por exemplo). Nesse exemplo, teremos muita luz e muita sombra dura. Usando o flash rebatido, podemos equilibrar essa luz, mesclando a luz artificial com a natural e iluminando o objeto por completo.

Esta imagem da nenezinha engatinhando é um exemplo de luz natural e artificial mescladas. Na frente dela, vinha uma luz relativamente forte, enquanto atrás se formava uma sombra escura. Usando o flah rebatido, preenchi com luz artificial a sombra escura, deixando toda a imagem homogênea.

Brincar com luz é sempre um exercício legal. Aconselho que voces montem vários modelos de rebatedores, virem o flash do avesso ao testar as possibilidades. Eu já fiz milhaaares de modelos, nem todos bem sucedidos, mas todos me fizeram aprender mais sobre o comportamento da luz. É sempre válido!

Anúncios
  1. 26/07/2010 às 10:21

    Muito bom seu Blog, são dicas que ajudam com certeza…eu sou fotografa infantil também e sou apaixonada por fotografar os pequeninos…parabens pelo blog.

  2. Darlinton Ferreira
    26/07/2010 às 11:38

    Legal! ;D

  3. 27/07/2010 às 09:16

    Estou acompanhando suas dicas! muito boas! estou começando com a fotografia e gosto muito do seu material! Verdadeiros profissionais sao aqueles que compartilham seus conhecimentos (como voce)!

    muito obrigado!

    • 27/07/2010 às 09:17

      Poxa, muito obrigada, Deluca. Fico feliz que estejam gostando.
      Abraço.

  4. 02/08/2010 às 23:05

    Que maneiro, Hua! Eu amei que vc descreveu as situações em que é aconselhável usar o rebatedor.

    Eu queria mesmo aqueles “tapewear” prá encaixar em cima do flash, sabe? Acho que o nome correto é lightsphere. Um amigo meu disse prá eu tentar fazer um rebatedor com pote de sorvete (tem que recortar e montar)… qq dia eu faço a experiência!

    • 03/08/2010 às 10:08

      Ah, meu amigo Malmal usa o tupeware desses como Lighsphere. Ele disse que comprou varios modelos, até que achou o melhor, com tampa leitosa e “corpo” do pote transparente. Assim a luz ia difusa pra frente e saia por completo nas laterais.

      Eu nunca testei.

  5. 12/08/2010 às 09:20

    Gostei muito deste tutorial!

    Simples, fácil de fazer. Será muito útil!!

  6. 01/09/2010 às 15:52

    Adorei !
    Já tentei de varias formas mas o visual nunca ficou bom ! Vou tentar mais esta engenhoca… ( no bom sentido, tá !)

  7. 23/09/2010 às 11:49

    Thank you very much my friend, you are very kind in sharing this useful information with? others…. he details were such a blessing, thanks.

  8. 24/09/2010 às 09:41

    Fabulous post! Loved reading your great post, I always can tag it

  9. Catarina
    27/09/2010 às 11:14

    Oi Huaíne,

    Belo post. Infelizmente vejo muitos fotógrafo que se dizem profissionais usando o flash directo e o resultado é oque ja sabemos…

    Nas tuas fotos ao ar livre, alé de flash, costumas usar algum rebatedor?

    Bjs,
    Catarina.

  10. Danielle
    23/02/2011 às 18:03

    Oi Huaíne,
    tudo bem?

    Estou iniciando no ramo, pretendo fotografar festas infantis.
    Para a “hora do parabéns” tenho dúvidas da melhor forma de utilizar o flash. O difusor é adequado? Devo utilizar um refletor além do flash? Por favor, me dê um help.

    Grata,
    Danielle

  11. Deborah
    18/05/2011 às 08:10

    Olá. Tenho acompanhado o site já faz um tempinho, e achei essa idéia genial…mas será que teria como upar novamente o molde pra impressão em cartolina??? Bjs

  1. 02/08/2010 às 09:01
  2. 11/08/2010 às 05:34

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: