Início > Pessoal > Fotografe sua família!

Fotografe sua família!

Olá amigos.

Hoje foi a minha amiga Ana Paula que me inspirou a fazer este post para vocês. O título faz referência a um livro da National Geographic que eu sempre quis ter e até agora não comprei. É baratinho até, 50 pila na Livraria Nobel.

(dica: meu aniversário é em janeiro, quem quiser me presentear rsrsrs).

Enfim, todo mundo deve saber (porque eu me orgulho bastante do fato e saio falando por aí) que eu venho de uma família de fotógrafos. Pai e avô, principalmente. Embora muitos dos meus tios – irmãos do meu pai – já se aventuraram na arte, obtendo resultados muito bons.

Dou um valor ABSURDO para fotos de família. É simplesmente impressionante como essas imagens ganham valor com o tempo e contam a história das pessoas de maneira única.

Me sinto privilegiada por ter tantos registros bons e resolvi compartilhar com vocês algumas das grandes imagens registradas pela Família Nunes, mas me atendo à temática Fotografia Infantil.

Como meu avô mal lembra o próprio nome (hahaha, maldade) ele jamais saberia dizer quais as câmeras usadas para capturar as imagens. Mas nas fotos do meu pai eu consigo dizer uma ou outra coisa.

Contei com a ajuda da minha mãe para lembrar das datas. Espero que vocês gostem.

Essas três primeiras imagens eu gosto muito. São bem do início da década de 60, eu chutaria 1961. Meu pai não tinha nascido ainda.

Para o imenso azar do meu pai, em 1962 (quando ele nasceu) meu avô tinha dado uma trégua na fotografia, só retomando na década de 70. Enquanto meu tio Junior (fotos) tem muitos registros de bebê, meu pai não tem nenhum.

 

Esse loirinho gatinho é o meu irmão Aruanan. Meu pai tinha uma habilidade descomunal para registrá-lo. Essas fotos são de 1984/85, tiradas em Itaituba, no Pará, quando meu pai serviu no quartel de lá por 2 anos. Vocês não acham que ele parecia o Pequeno Príncipe?

Essa sou eu, em 1990 com 1 ano de idade. O clique foi feito pela minha tia Grace, com a Nikon F-301, a câmera de filme que eu  uso atualmente.

Mais alguns cliques meus, por volta de 1991/1992, ainda em Floripa, antes de me mudar para Cascavel. Meu pai adorava sair comigo e fazer uns cliques flagrantes, como aquela primeira, tirando a sandalinha.

Essas duas últimas também são do olhar apurado da minha tia Grace. Em 1995 eu tinha 6 anos e já morava aqui em Cascavel – PR.

_____________

Bom pessoal, espero que tenham gostado de conhecer um pouquinho sobre a fotografia na minha família e as influências que tive. Não consegui lembrar de nenhuma câmera, mas depois eu pergunto certinho para o meu pai.

Fiquem a vontade para compartilhar fotos da família de vocês. Se quiserem, podem postar lá no Grupo do Blog no Flickr.

Um abração.

Huaíne Nunes.

Anúncios
  1. 21/09/2010 às 10:14

    Quantas fotos lindas! Adorei o clima da infância durante os anos 70.

    Hua, eu não tenho tantos registros assim da minha infância (dá prá encher uma malinha, meu pai tirava muita foto com a Yashica dele), mas são tão especiais!!!

    E, ah! O feitiço virou contra o feiticeiro: Marianinha tá aqui encantada pela “Huai-íne” e o tênis azul! :)

    Beijos!

    • 21/09/2010 às 10:20

      Hahaha, que amooor que é essa Marianinha, gente. Dá um super beijo e parabéns pra ela hoje por mim, ok?

  2. 21/09/2010 às 10:44

    Huaíne, muito legal!
    Fotos de família contam histórias!
    Você repara logo que a importância desses cliques eram o registro daquele momento, e viram recordações únicas!
    Isso me faz pensar realmente o quanto é importante revelar e guardar essas fotografias, talvez o filme ajude nisso, com o digital, perde-se um pouco esse ato de revelar e guardar, é como se o arquivo fosse “imortal” e acaba banalizando um pouco a história que aquela fotografia vai contar.
    E sei lá também, pensando assim, acho que a o equipamento analógico te força a pensar mais antes de clicar que nem desesperado, deve ser um grande aprendizado.
    Você diz que fotografa com analógico também, pode me dizer se esse raciocínio procede ou não. :)
    Ah, e você na foto da cadeirinha azul tá parecendo a “Punky, a levada da breca”! haha

  3. Mariana Castello
    21/09/2010 às 10:44

    Liiiiiiiiiindas fotos …tbem tenho algumas assim,mas a minha década é um pouquiiiinho antes da sua…kkkk (80) e minha mãe se aventurava na arte do filme tbem…kkk, acho q tbem herdei essa paixão,mas confesso que sou 100% digital…bjuuus. ;-)

  4. Elton
    21/09/2010 às 12:21

    O texto é bom, mas eu não achei o livro pra comprar, pode indicar o link?

    • 21/09/2010 às 13:30

      Pior que não consegui mais achar também, Elton. Antes tinha na Saraiva. Eu já encontrei pessoalmente na Livraria Nobel.

  5. 23/09/2010 às 17:14

    Que lindo este post – adoro fotos antigas e recordar através das imagens é tudo!!!
    Adorei!

  6. 25/09/2010 às 11:48

    Adorei as fotos, algumas em especial. Obrigada por compartilhar.

  7. Graci
    08/11/2010 às 19:28

    Ola
    Eu costumo mostrar/partilhar fotos pelo Isphotobomb.com
    Pelo menos esta sempre online e as fotos nao perdem qualidade.

    Obrigado

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: